top of page

iPhone pode estrear versão totalmente eSIM a partir de 2023

Se confirmado, modelo não terá entrada para chip celular. O eSIM é uma alternativa mais segura, já que impede que criminosos retirem o chip físico do telefone após assalto.


O iPhone XS foi o primeiro celular de uma grande fabricante a receber a tecnologia eSIM. O recurso permite que os telefones Apple operem com duas linhas telefônicas diferentes, sem a necessidade de uma entrada secundária para chip físico de telefonia. Agora, o Wall Street Journal sugere que o iPhone 14 terá, num futuro não muito distante, uma versão sem slot para SIM Card. O smartphone viria apenas com eSIM, que se tornou popular na Europa e na Ásia.


Dentre os principais benefícios estaria a maior segurança do aparelho. Durante um furto, por exemplo, criminosos costumam remover o chip para impedir que o celular seja rastreado.


Um iPhone apenas com eSIM eliminaria essa alternativa. Na prática, a promessa é de que o smartphone possa ser rastreado por mais tempo. Outra seria a facilidade na ativação, já que bastaria escanear um QR Code fornecido pela operadora.


Adoção do eSIM no mundo


Na Ásia e na Europa, a tecnologia se torna cada vez mais popular por permitir que consumidores combinem no dia a dia o uso de diferentes operadoras no mesmo aparelho para usufruir de pacotes de dados e voz com os melhores preços.


O portal 9to5Mac destaca ainda que, mesmo nos Estados Unidos (em que a tendência é de usuários usarem apenas uma linha), as três principais operadoras de telefonia já se preparam para um cenário próximo de smartphones sem chip físico.


Vale lembrar que o eSIM não é exclusividade do iPhone. Diversos celulares da Samsung, Motorola e Xiaomi, por exemplo, já contam com o recurso. No Brasil, o chip digital foi oferecido pela primeira vez em 2019, de modo que pode ser solicitado tanto pela internet, quanto nas lojas físicas das provedoras.


Como deve ocorrer a mudança?


O iPhone 14 deve ser anunciado ainda neste ano, provavelmente em setembro. No entanto, é improvável que a empresa lance a próxima geração sem a porta para o chip físico da operadora. A expectativa é de que a fabricante apresente uma versão do iPhone 14 em 2023 exclusiva para uso com eSIM –mantendo o modelo de slot SIM físico e eSIM disponível para o mercado de massa.


O uso da tecnologia eSIM ainda não se tornou popular no Brasil. Apesar disso, Jeff Howard, vice-presidente de dispositivos móveis e acessórios da gigante americana AT&T, afirmou que a adesão ao chip virtual “é uma evolução natural” e que a troca vai tornar a experiência do usuário “melhor no futuro”.


O iPhone 13, por exemplo, já permite o uso de dois eSIM ao mesmo tempo, o que faz com que o usuário sequer precise de um chip físico para ter duas linhas simultâneas no aparelho.

Comments

Couldn’t Load Comments
It looks like there was a technical problem. Try reconnecting or refreshing the page.

Precisando de assistência?

bottom of page